Jun 21

Descubra como poupar usando códigos desconto online

 

Hoje eu quero apresentar uma das formas mais eficazes para poupar  que descobri nos últimos tempos: códigos desconto online. Neste artigo você pode saber como poupar com códigos de desconto graças à plataforma online de MaisCupão.

MaisCupão é uma plataforma que permite aos usuários descobrir códigos de desconto das suas lojas preferidas. É líder em países de língua espanhola, como Espanha e México e também têm uma versão em Português. O seu funcionamento é muito simples, você nem sequer tem que registar para ter acesso ao site.

Em MaisCupão você pode poupar em todas as suas compras online graças aos códigos ou ofertas. Em ambos os casos, você vai encontrar descontos em lojas e produtos de até 90%. Primeiro, vamos diferenciar entre ofertas e códigos de desconto online.

As ofertas em MaisCupão são vermelhas e levam-no directamente para a parte da loja online onde há descontos que pode ver e comprar directamente. Por outro lado, existem códigos desconto online, que são azuis. São códigos alfanuméricos que têm de copiar e colar ao fazer o pagamento na loja e você vai ver como o preço do seu carrinho de compras é reduzido.

MaisCupão é um site que eu particularmente gosto porque tem as suas ofertas e códigos de desconto muito bem organizados. Têm um top 20 com os melhores cupões, que não pode perder. Eu uso esta plataforma principalmente para poupar em viagens, pois têm códigos de desconto para voos, hotéis, actividades de lazer e visitas a monumentos. Mas você pode também pode encontrar códigos de desconto e ofertas de moda, beleza, tecnologia, electrodomésticos, acessórios, restaurantes, entretenimento… tudo o que você pode comprar online.

Finalmente, uma outra coisa que gosto sobre MaisCupão é a sua revista online: MaisMagazine. Esta revista oferece muitas dicas úteis sobre diferentes temas, desde dicas de viagens, poupança, decoração… Em suma, um monte de assuntos muito úteis.

Então você sabe, se você quiser poupar não perda os códigos de desconto de MaisCupão.

Mai 12

Aprenda a sentir-se bem consigo mesmo

sentir-se bem consigo mesmo

Na vida enfrentamos-nos muitas situações que nos fazem sentir “arrastados” e menosprezados, e isso ataca a nossa auto-estima. A violência no geral, seja em casa ou na rua, a perseguição e intimidação no trabalho ou nas relações pessoais, provocam perda de auto-confiança.

O que pensamos sobre nós mesmos determina em grande parte a nossa capacidade de recuperar desses golpes. Deste modo, esse pensamento influencia o nosso comportamento e as nossas decisões.

Por que sentir-se bem consigo mesmo é tão importante?

Muitas pessoas não gostam de si mesmas, e isso é trágico. É quase impossível alguém se sentir bem sobre consigo mesmo se não gosta da pessoa que são. Infelizmente, muitas vezes essas pessoas passam a vida à procura de outras pessoas, coisas ou situações para as tornarem felizes. No entanto, não percebem que é preciso primeiro sentir-se bem consigo si mesmo como uma motivação essencial, aprendendo a valorizar o individualismo, e evitar a amargura e a mediocridade.

Sentir-se bem consigo mesmo é uma parte fundamental dessa palavra tantas vezes repetida: “A auto-estima”. Nós temos informações suficientes para saber que a auto-estima baixa ou sentir-se mal consigo mesmo é uma das causas da negatividade do comportamento humano.

Algumas técnicas rápidas para aprender a sentir-se bem:

Algumas destas técnicas são coisas rápidas e fáceis que pode ser encaixadas perfeitamente na nossas rotina diária, tais como:

  • Exercício:  uma caminhada rápida,  mesmo que dure apenas cinco minutos, libera endorfinas, que são uma chave para melhorar o humor. Aumento da energia também distraí a mente de padrões de pensamento negativo.
  • Rir: como qualquer exercício, rir libera endorfinas e se os outros riem com você, a sua eficácia é dobrada.
  • Converter as suas diferenças num activo: pensar em si mesmo como alguém único, com as suas experiências de vida, pensamentos e percepções. Em vez de se sentir desconfortável, reafirmando-se você recupera a confiança e maximizar os seus pontos fortes e minimizar os pontos fracos.
  • Escrita: todos os dias escrever pelo menos uma coisa que você faz bem, e uma boa coisa sobre você. Coisas apenas simples. Olhe para a lista no final da semana e verificar as suas realizações.

Todos nós podemos escolher todos os dias deixar de ser tão negativos, reconheça a sua individualidade e celebre as coisas que o faz diferente.  Assim poderá afirmar o seu próprio valor. Uma maior sensação de bem-estar consigo mesmo, uma maior segurança e confiança e, portanto, mais capaz de lidar com os problemas da vida quotidiana da melhor maneira possível.

Jan 07

O amor é benéfico para a saúde?

amor é benéfico para a saúde

Existem muitos guias de referência que tentam descrever a palavra amor. A palavra “Amor” em si tem uma variedade de significados e interpretações tornando muito difícil descrever para muitos. Os benefícios na saúde do amor, no entanto, são fáceis de identificar e muito mais óbvios. Neste artigo gostaria de me concentrar nos benefícios positivos na saúde do amor numa situação de amor “saudável”. Também há emoções negativas e efeitos negativos para a saúde quando alguém está a lidar com um relacionamento “insalubre” ou com um amor “obsessivo”, mas não vamos a falar sobre essas coisas hoje.

O amor é benéfico para a saúde porque:

  • Produz emoções positivas

É sabido que o amor traz muitas emoções positivas. O riso é uma dessas emoções. E o riso é conhecido por curar a alma e por ser bom para o seu bem-estar mental. Como dizem, “o riso é o melhor remédio”. É um antídoto muito poderoso para combater o stresse, o conflito e a dor tanto mental como física. O amor também tem o poder de curar e renovar o bem-estar mental, emocional e físico.

  • Ajuda a viver mais tempo e combate a doença

Tem havido estudos que mostrou que pacientes diagnosticados com cancro recuperaram do tratamento mais rapidamente quando tinham fortes conexões familiares.

A sensação de “borboletas no seu estômago” é uma reacção física real causada quando o nosso corpo responde à forte atracção que sente quando se está “apaixonado” por outra pessoa. Fisicamente a sua frequência cardíaca aumenta, o que causa o aumento do fluxo sanguíneo para todas as partes do seu corpo, incluindo os seus órgãos sexuais. Isso realmente tem um efeito positivo sobre a mente e o corpo.

  • Mantém o doutor afastado

Muitos estudos provam que as pessoas num relacionamento amoroso de longo prazo tem uma vida média mais longa do que aqueles que não estão numa relação. Normalmente, quando você está num relacionamento o seu parceiro se preocupa com a sua saúde e vai encorajá-lo a cuidar da sua saúde e desencorajar maus hábitos, como fumar, fazer drogas, ou trabalhar muito. Ninguém que ama outra pessoa quer ver o seu parceiro doente ou não cuidando de si mesmos.

Espero que este artigo o ajude a entender que o amor tem um grande impacto no nosso bem-estar emocional e físico. Apaixonar-se e estar apaixonado são actividades muito positivas. Para solteiros que não estão num relacionamento, você ainda pode experimentar os benefícios para a saúde do amor através da partilha de amor com aqueles que estão perto de você, como familiares e amigos. Certifique-se de que você receba a sua dose diária de abraços, carinho, sorrisos e actividade sexual física sempre que puder!

Jan 02

Cinco comportamentos que melhoram a inteligência emocional

inteligência emocional

A inteligência emocional é a capacidade de gerir as suas emoções e se conectar com outras pessoas. Nos últimos anos, está tem ganho importância, tanto no emprego como a um nível pessoal. Ter uma inteligência emocional desenvolvida ajuda a ficar mais à vontade com você mesmo em todos os aspectos da sua vida. Este controlo da gestão emocional também se reflecte no nosso comportamento externo, isto é, na nossa atitude para com os outros.

A melhoria da inteligência emocional pode ser alcançado através da formação, estar consciente de nós mesmo, dos nossos sentimentos, dos nossos comportamentos, e tentado mudar o que vemos necessário. Como a emoção, o pensamento e o comportamento estão ligados, mudando alguns desses comportamentos externos você também vai modificar o nosso pensamento e a nossa gestão emocional.

Alguns comportamentos para melhorar a inteligência emocional:

  • Ponha-se na posição do outro quando você tenta explicar algo

Quando alguém lhe diz algo, tente pensar que a outra pessoa pode estar a sentir. Logo você perguntar , o que está a tentar dizer ou para se explicar melhor. Não fecha a sua mente e se limite só ver a sua própria posição, procure colocar-se no lugar da outra pessoa.

  • Cuidado com piadas

Cada pessoa é mais sensível a algumas coisas que outras. Talvez uma piada que você achar muito engraçada, a pessoa não gosta. Há que ter muito cuidado com o conteúdo da piada, uma vez quem, você pode estar a gozar com algo que talvez a outra pessoa viveu.

  • Respeite a opinião dos outros

Você pode concordar que você discorda. O outro opinar diferente de você não significa que lhe está a atacar, ou tem que reagir como uma ameaça. Se uma opinião externa eventualmente afecta-lhe muito, isso significa que você está a conectar com algo pessoal.

  • Ser responsável pelo o seu próprio comportamento e as suas consequências

Não pense que tudo de mau que acontece é a responsabilidade do outro e você não tem nada para fazer. O erro não é algo mau, todos nós temos o direito de fazer erros e aprender.  Porém, só aprenderemos se formos capazes de tomar responsabilidade por esse erro.

  • Aceitar as circunstâncias da vida

Se constantemente nos queixamos sobre as situações da vida que não gostamos e não podemos mudar, esses pensamentos só nos fazem mais tristes e frustrados. Eu tenho que ver o que eu posso mudar, o que está o meu alcance.

Jun 02

Mantenha a sua visão saudável

visão saudável

Você confia neles desde o momento em que você acorda até quando você desliga as luzes durante a noite. Mas você está a dar aos seus olhos o cuidado que realmente estes merecem?

Aqui está o que não deve fazer para garantir que você mantém a sua visão saudável nos seus anos dourados.

  • Dormir com as lentes de contacto

Um estudo da American Academy of Ophthalmology revelou que o risco de desenvolver uma úlcera da córnea é 10 a 15 vezes maior em pessoas que usam de forma prolongada lentes de contacto do que aquelas que apenas os usam durante o dia. E nem pense em dormir com qualquer tipo de lente de contacto. Você estará a privar as suas córneas de oxigénio, e essa é uma óptima maneira de causar uma infecção e incentivar as bactérias a crescer.

Pode perfeitamente tirar uma soneca de 20 minutos com os seus contactos, mas é mais seguro tirá-los de antemão, apenas no caso de você adormecer. Se você acorda e se percebe que ainda tem as suas lentes, não tente tirá-las imediatamente. Se os seus olhos estão secos, você pode realmente puxar a camada superior da córnea. Em vez disso, espere de 20 a 30 minutos e lubrifique com lágrimas artificiais antes de remover os contactos. Em seguida, use os seus óculos o resto do dia.

  • Tocar e esfregar os olhos

Independentemente de usar contactos ou não, você está a procurar problemas ao picar ou esfregar os seus olhos desnecessariamente. Às vezes, os seus olhos picam e você tem que esfregar, mas é melhor manter a pálpebra fechada e toque apenas o lado de fora do olho. Esfregar com muita dificuldade também pode levar a vasos sanguíneos quebrados e inflamação.

Outro motivo para manter as suas mãos fora? Os seus olhos estão protegidos por membranas mucosas – tecido húmido que pode facilmente colectar sujeira e germes – de modo que estes são um óptimo lugar para que as bactérias cresçam. Se você agitar a mão de alguém e depois esfregar os olhos, você está a transmitir esses germes.

  • Não faz exames oculares anuais

Muitos pessoas não fazem exames aos olho há anos porque sempre tiveram uma pontuação de 20/20 na última consulta. As mudanças de visão nem sequer são as razões mais importantes pelas quais você deve ver um oftalmólogo. Trata-se de fazer com que a sua saúde ocular geral seja verificada: não há receptores de dor atrás do olho, então, se você tiver um vaso sanguíneo quebrado ou um tumor lá atrás, você não saberia de outra forma até que comece a interferir com a sua visão, ou pior.

  • Olhar dispositivos o dia inteiro (e à noite)

Os ecrãs electrónicos, como as de nossos computadores, tablets e smartphones, emitem luz azul, que alguns médicos de olho acreditam ser tão prejudiciais quanto os raios ultravioleta do sol. Além disso, concentrar-se em qualquer coisa por horas a fio pode causar dores oculares e dores de cabeça. Siga a regra 20-20: por cada 20 minutos, você olha para um ecrã, faça uma pausa de 20 segundos para olhar para a distância, reoriente seus olhos em outra coisa e faça um esforço consciente para piscar – você pode não ter Já fazia o suficiente antes!

  • Aplicar o delineador de olho na sua linha de água

Mesmo que os artistas de maquilhagem muitas vezes coloquem o eyeliner no interior dos seus cílios inferiores, é bastante arriscado. Quando você coloca o eyeliner dentro dos seus olhos, você está a misturá-lo com as suas lágrimas. Se você estiver a usar contactos, as suas lentes ficam cobertas com pequenas partículas de maquilhagem, que podem privar os seus olhos de oxigénio. E mesmo que você não esteja a usar contactos, essas partículas de maquilhagem também podem transportar germes que podem causar infecção.

Os revestimentos de líquidos são especialmente perigosos, uma vez que a ponta do aplicador fica num tubo que pode abrigar bactérias. Os lápis de madeira são mais seguros, pois eles estão continuamente desgastados e uma nova “dica” é exposta.

  • Dormir com a sua maquilhagem

Ir dormir sem lavar o rosto pode causar mais do que deixar manchas de máscara no seu travesseiro; Também pode obstruir as glândulas em torno dos seus olhos e deixar a pele irritada, causar espinhas e até pedras, dolorosas e levantadas, que podem aparecer em ou ao redor das pálpebras.

  • Usar solução, lentes ou gotas expirados

Não há nada de errado em salvar uma solução de lentes de contacto ligeiramente passada, o que é certo? Na verdade, poderia haver. Essas soluções possuem produtos de limpeza que matam bactérias nas suas lentes, então você quer certificar de que todos esses ingredientes ainda estão a fazer o seu trabalho.

O mesmo se aplica às próprias lentes, que são feitas com uma solução estéril que pode quebrar ao longo do tempo. Lágrimas artificiais e gotas para os olhos prescritos também têm datas de validade que você deve prestar muita atenção. E definitivamente não enxagúe o seu estojo de contacto ou armazene contactos em qualquer líquido que não seja estéril, como torneira ou água destilada.

Mai 31

Saiba quando tirar um dia de folga por saúde mental

dia de folga

Todos nos sentimos mentalmente sobrecarregados às vezes, com pensamentos deprimidos ou ansiosos, por exemplo, ou stresse louco de um drama pessoal ou familiar. Mas quando acontece a noite anterior ou na manhã de um dia de trabalho, você deve decidir se é necessário tirar um dia de folga.

Então, como você sabe se precisa de um dia para cuidar da sua saúde mental, ou se a sua situação requer uma atenção mais séria? E qual é a melhor maneira de passar o seu dia depois de decidir isso?

Quando tirar o dia de folga?

Isso resume-se ao que está a causar o mal-estar. Se você sofre de um transtorno de ansiedade, faltar um dia ao trabalho pode nem sempre ser útil. Uma das defesas mais comuns contra a ansiedade é evitar. Mas a evasão – como permanecer em casa – é muitas vezes o que você não quer fazer, uma vez que é essencialmente o reforço positivo. Isso pode ajudá-lo a se sentir melhor no curto prazo, mas torna-se muito mais difícil quando voltar.

Por outro lado, se você está a lutar com uma crise traumática súbita ou algo o está a fazer se sentir esmagado, um dia de folga pode ser o intervalo perfeito para lidar com as coisas.

O que fazer para ajudá-lo a lidar bem com a situação?

É tentador passar o seu dia a ver Netflix, mas usar o tempo com sabedoria é crítico. Tente identificar o motivo pelo qual você se sente assim, então faça a sua prioridade abordá-lo. Por exemplo, se você apenas recebeu três horas de sono todas as noites e você está uma confusão por causa disso, use o tempo para se recuperar. Participar  numa aula de ioga, tirar uma soneca, e gastar o tempo de inactividade longe dos ecrãs é sempre uma boa ideia.

Se você está a lidar com uma questão médica e não teve tempo para consultar um médico, agende essa consulta tão necessária no seu dia de folga. Esse tipo de coisas só pode exigir um dia e você vai sentir-se mais saudável no geral.

Como ficar mentalmente saudável?

Mesmo o mais ambicioso e produtivo entre nós precisa de tempo longe do trabalho. Se você está a trabalhar sete dias por semana e não recebe férias, você está-se a colocar num sistema que não é sustentável nem mentalmente saudável.

Para aqueles que sentem que realmente não podem tirar um dia de folga, existem maneiras simples de praticar o auto-cuidado e ainda chegar a essa reunião de pessoal. Em primeiro lugar, faça exercício. O exercício regular demonstrou diminuir a ansiedade e melhorar o humor. Mesmo que isso signifique caminhar só 30 minutos numa esteira na hora do almoço, exercitar algumas vezes por semana pode fazer a diferença.

A prática de meditação consciente também mostrou melhorar o foco e ajudar às pessoas a lidar melhor com o stresse. Passe 15 minutos a meditar, mesmo que esteja na sua mesa, antes do seu dia começar.

Manter hábitos como trabalhar e meditar, que reduz o stresse e a ansiedade e aumenta a felicidade, é a chave. Caso contrário, estamos apenas a deixar as coisas construir, construir e construir, esperando que um dia as corrigiremos.

Quando você precisa de mais de um dia de folga?

Se você sente que precisa de um dia de folga, porque a sua ansiedade ou stresse aumentou tanto que prejudica a sua capacidade de funcionar de forma geral, é improvável que se mantenha na cama por um dia. Na verdade, provavelmente irá exacerbar a sua condição.

Ao contrário de um factor de stresse temporário que pode ser resolvido num dia, os problemas em curso podem levar tempo e exigem ajuda profissional para abordar. Se você quiser consistentemente ficar em casa em função de como se sente, é aconselhável ver um terapeuta que pode ajudá-lo a entender o que é a causa. Assim como, irá ajudá-lo a desenvolver habilidades de enfrentamento que não impliquem brincar com o trabalho.